• Almirante Reis

Realização: Fernando Vendrell

Argumento: Jacinto Lucas Pires

Música: Rafael Toral

Curta-metragem, 18 min., 2002

Um escritor que escreve numa folha sempre em branco, um pai Natal que nas horas vagas é chulo, um polícia com profundas convicções, uma mulher que ama e pretende ser amada, um empregado com ideais perturbadores, uma senhora só. As pessoas de sempre numa rua da baixa de Lisboa. Era uma vez a solidão, o amor e a raiva.

Festivais:

2006

Bejalternativa – Beja, Portugal.

2002

2º FIKE, International Short Film Festival – Évora, Portugal – Prémio Kodak, Melhor Filme Português;

Euricine, Festival de Cinema Europeu – Bogotá, Colômbia.

Elenco:

FRANCISCO NASCIMENTO – alemão

PAULA SÓ – senhora

MIGUEL TELMO – pai natal & chulo

ÂNGELO TORRES – polícia

ADRIANA QUEIROZ: prostituta

AUGUSTO PORTELA – empregado

SIMÃO PERESTRELO – miúdo

Equipa:

Produção – PAULA RIBAS, PAULO LEITE e SELMA CIFKA

Imagem – LEONARDO RIBEIRO SIMÕES, MARTA PESSOA e PAULO MENEZES

Som – JOSÉ BARAHONA e LUÍS BOTELHO

Figurinos e Guarda-Roupa – ROSÁRIO MOREIRA e MARÍLIA SARTORI

Decoração e Adereços – CARLOS SUBTIL

Efeitos de Caracterização – EMMANUELLE FÈVRE

Fotografia de cena – JOSÉ MARIA CYRNE

Montagem – PATRÍCIA SARAMAGO

Montagem de Som – ELSA FERREIRA

Misturas – BRANKO NESKOV

Correcção de Cor e Genérico – ANDREIA BERTINI

Supervisão de Pós-Produção – PEDRO RIBEIRO

Produtores – CATARINA FORTES e FERNANDO VENDRELL